domingo, 12 de dezembro de 2010

SÃO PAULO

São Paulo é uma divindade da minha imaginação
Uma realidade surreal num mundo de ilusões e visões
Um paradoxo entre o viver e o sobreviver
Como um bálsamo a cidade transborda

De beleza, de cultura, de caos
Em cada detalhe de um trajeto por entre as ruas
Uma nova história é contada, um novo rumo é tomado, uma decisão
Influência de tanta energia que circula por tudo

Se fosse desenhar minha vida como um todo
Começaria utilizando o traçado da cidade para definir os diferente caminhos que sigo
As cores e características da cidade que irão formar a diversidade dos meus pensamentos
Então, junto tudoisso na representação da liberdade que sinto pelas ruas

Um misto de glória e derrota para apimentar o meu dia
Uma distância que não ultrapassa o vidro fechado do automóvel
É a fome de viver que dói por dentro
Um contraste que suplica pelo incomum.

ENCONTRO

A visão da cidade me faz sorrir pela janela do avião
Imagino uma imensidão de pessoas espalhadas pelos prédios e avenidas
Vivendo, sonhando, planejando, acabando em si só
Um mar de luzes e de escuridão, um contraste real

Queria ser o ar que circula por tudo que vejo
O ar que anda pela cidade sem limites nem paradas
Poder entrar pelo nariz e pela boca das pessoas
Circular pelo sangue, pelo cérebro e descobrir os segredos
Os sentimentos e os pensamentos

Queria poder acariciar o asfalto, o cimento
Acariciar a água, a vegetação, sentir o gosto o perfume
Tocar as pessoas e os animais sentindo a textura até poder encontrar você
Então me fixar ao seu redor e ficar o tempo todo oxigenando suas idéias
Assoprando meus desejos.

Surpresa

Tem coisas que a gente nunca pensou que iriam acontecer
Ou se pensou não acreditou que pudessem se realizar
Coisas que não fazem parte do nosso dia a dia
Portanto, coisas improváveis de acontecer

Mas o bom da improbalidade é a surpresa
O inesperado que surge mudando o rumo da história
Como o tapete que é puxado de repente
Um balde de água no rosto, falta de ar, frio, surpresa

A estabilidade das emoções nos faz pessoas pacatas
Mas nessa passagem não encontro espaço para ela
Os segundos são preenchidos de desejo, curiosidade
Então surge o inesperado que surpreende

A vida muda de rumo e os valores se vão com ela
As novas perspectivas de futuro são como os furacões
Imagens cênicas de um mundo que mistura o real e o irreal
E assim o que antes não fazia sentido, passa a ser o momento.

terça-feira, 6 de julho de 2010

Dia após dia

Teve um dia que tudo parecia equilibrado
As emoções controladas
O destino traçado
As cores definidas

Então houve um ventoi forte
Daqueles que arrancam a alma da Terra
Que fazem o pó levantar no ar
Pelas dunas de um deserto

Esse dia revirou meus sentimentos
Me fez buscar novos rumos
E como uma criança que descobre a vida
Eu me apaixonei por você.

COM VOCÊ

EU QUERO VOCÊ SEMPRE COMIGO
POR MAIS QUE AS VEZES EU PAREÇO INFATIL
EM OUTRAS DEMENTE
EU NÃO SOU INSENSIVEL
PELO CONTRÁRIO
A MINHA SENSIBILIDADE É TANTA
QUE ACABO CONFUNDINDO OS SENTIMENTOS
SEMPRE NA ÂNSIA DE NÃO FALHAR COM VOCÊ.

Vida Juntos

Se no mundo existe uma chave
Um código, uma senha,
Uma combinação de astros
Ou se é apenas sorte
Eu não sei responder

Mas sei que encontrei o tesouro
Desvendei o código, acertei a senha e
A combinação astral para o equilibrio
Eu tenho os meus amores

Amores são mágicos
Eu sempre soube disso
Agora sentir a magia
É como se o mundo fossemos só nós.

Eternamente teu.

terça-feira, 15 de junho de 2010

Detalhe do meu dia

As vezes acho mais fácil começar algo novo do que dar continuidade no que faço. Hoje senti isso, há alguns dias que ando desmotivado para malhar e sem ânimo para ir até a academia. Solução: troquei de academia e fiquei bem empolgado novamente. Muitas vezes ocorre esse tipo de coisa, mas no dia a dia a nossa rotina não nos permite ser tão flexível, ou seja, é importante saber dar continuidade aos projetos que temos apostado. Seja um projeto de trabalho, de relacionamento, de viagem, de compras...enfim, todos mereçem a devida atenção e empenho para tornar os sonhos realidade.

segunda-feira, 14 de junho de 2010

DOIS MUNDOS

Entre idas e vindas
O mar alisa a terra
A lua ofusca o Sol
O vento deita o mato

Entre idas e vindas
As lágrimas secam
O arrepio vai embora
O brilho fica mudo

Entre idas e vindas
Um vai e vem de sentimentos
Pensamentos semeam o ar
Cresce um grito sufocado

A alma se liberta.

MAU

domingo, 13 de junho de 2010

FINAL DE SEMANA 12 E 13/06

Final de semana na serra catarinense, curtindo um friozinho foi muito bom. Saímos de Floripa (Mau, Ric e Glaycon)+(Suzy) hehehe, e fomos até Alfredo Wagner, visitar as obras no sítio do pai do Ric. A estrada de chão estava bem ruim e num determinado momento interrompida por alguns homens de motoserra derrubando umas arvores que atrapalhavam o caminho. Bom, tivemos que ficar alguns minutos esperando o trator tirar o mato e depois passamos, por entre poças, lama e buracos chegamos no destino, ufa. Muito bonito o lugar. Depois seguimos para o municipio de Bom Retiro, distrito de Rio Canoas onde nos hospedamos na casa da Tia Maria e do Beto. Ao chegarmos eu e o Ric já fomos abrir uma pinha e separamos os pinhões que foram postos na chapa do fogão a lenha. Meu deus, fogão a lenha é realmente uma coisa maravilhosa, o calor moderado que toma conta conta do ambiente é extremamente envolvente para uma temperatura que beirava os 5°C. A Suzy não queria outra vida, pulando e saltando pelo campo. Parece uma cena de filme né, tudo perfeito hehehe. Mas a perfeição está mais nos olhos de quem vê do que nos fatos que poderiam tornar ou causar algum tipo de incomodo. Eu estava adorando tudo aquilo. Na verdade passei a semana toda programando essa viagem e não estava afim de perder tempo com bobagens. O jantar tava uma delícia, o Ric e a Tia Maria prepararam um sopão, com macarrão feito na hora, batatas e carne de frango hummmmm, adorei. Mais tarde uma visita até os parentes do Ric, uma festa de alegria, como é bom encontrar pessoas amáveis e hospitaleiras. Além do carinho e da atenção, claro que uma leva de comida denovo, mais pinhão, bolos, cuca, café....Foram momentos de muitas risadas enquanto a tv chiava sem pegar um canal direito. O que mais achei engraçado foi a Suzy ao pular do carro, ficou com o vestido preso na minha mão, quando soltei ela se foi ao chão arrastando o vestido preso a cintura como se fosse uma fralda, fiquei imaginando a vergonha dela (pois ela corria desesperada parecendo querer sumir) ao chegar no chão e se deparar com 2 enormes cachorros que ficaram loucos atras dela...foi muito engraçado. Depois fomos de volta para casa da Tia e nos preparamos para ter uma ótima noite de sono, um dia maravilhoso.
No domingo acordamos cedo, um frio horroroso, tomamos café com roscas feitas na hora e foi uma delícia. Hora de nos despedirmos dos anfitriões e seguirmos viagem. Saindo dali fomos até Rio Rufino, depois até Urupema e seguindo finalmente até São Joaquim antes claro dando uma paradinha na Vinícula Francioni para tentar uma visita que não foi possível pois não havia horário disponível, mas o que mais me frustou foi o fato de não ter uma loja deles aberta para o público, queria ter comprado uns vinhos. Enfim chegando a São Joaquim o pau fechou hehehe, não ficamos mais de 15 min. pois os humores estavam alterados. Saímos em direção a Urubici onde paramos para comer uma Truta deliciosa. Antes tentamos visitar outras 2 vinículas mas estavam fechadas. Acabamos seguindo para Alfredo Wagner denovo, depois uma parada rápidinha em Rancho queimado. A estrada estava muito movimentada e os motoristas bem ousados nas ultrapassagens, o que é lamentável. Mas em casa, sentei e contei a vc como foi meu final de semana. espero que o seu também tenha sido maravilhoso.

sexta-feira, 28 de maio de 2010

O Tempo Passa

Quanto mais o tempo passa
Ao contrário das linhas do meu rosto
As realações e os sentimentos
Tornam-se cada vez mais tênue

Como se as coisas ao meu redor
Estivessem perdendo o brilho
Ou tavez eu perdendo a paciência
Quem sabe a vontade

O meu desejo oscila
Entre a vontade de não mudar
E a vontade de começar do zero
Tudo é instável

Quanto mais o tempo passa
Mais eu envelheço
Mais eu sinto os sentimentos esfriarem
Mais a vida corre entre meus dedos

Quanto mais o tempo passa
Mais eu quero dignidade
Mais eu busco novos desafios
Mais eu quero viver os meus sentimentos.

MAU

domingo, 14 de março de 2010

TE QUERER

Enquanto te vejo
O tempo parece que para
Como um filme em pausa na melhor cena

Diante de ti
Perplexidade

Olhar
Desejar em segredo
Reparar
Barba, cabelo

Uma imagem distante
Intocável

Surgem as palavras
O som da voz
Força
Coragem de sonhar

Uma viagem de pensamentos
Tu

O espirito se liberta
A alma se apaixona
Os sentidos se confundem

Não sei o que quero
Não sei como devo
Não sei como ser diferente.

MAU

SOB MEDIDA

Podemos contar os dias
As horas, os minutos
Podemos contar o tempo juntos

Podemos contar as palavras
As vezes que dissemos
As vezes que deixamos de falar

Podemos contar histórias
Os momentos juntos
As fotos e os fatos

Podemos contar os pelos do corpo
Os dedos das mãos e dos pés
Contar os beijos

Podemos até contar os passos juntos
Os caminhos trilhados
Os desencontros casuais

Agora se tem uma coisa incontável
É sem dúvida alguma
A medida do meu amor por você.

MAU

SUAR E VOAR

Em tudo que faço
Procuro usar a força

Força nos exercícios da academia
Ao subir uma escada, uma rampa
Ao carregar um peso
Pedalando
Correndo

O uso da força física me faz suar

Força no trabalho
Lendo ou escrevendo
Conversando, dirigindo
Passeando
Meditando

O uso da força mental me faz voar

Agora quando penso no amor
Esse sim
Tem a força própria e inexplicável

Uma força que não posso dominar
Nem controlar, nem evitar

É uma força que me faz sorrir
Chorar
Que me orienta
Dá a vida

O amor tem a força que me faz suar e voar.

MAU